Lordose cervical: sintomas, tratamento, lordose endireitada da coluna cervical

Uma lordose cervical endireitada é uma inclinação anormal da coluna cervical. Uma pessoa que sofre de uma lordose cervical endireitada parece ter se esticado "silenciosamente" até o balcão. Essa condição também é chamada de "pescoço militar", embora não tenha nada a ver com o serviço militar. Uma lordose cervical endireitada pode ser causada por:

  • doença degenerativa da coluna (osteocondrose cervical),
  • doença iatrogênica
  • doença congênita
  • uma lesão.

Quais os sintomas que uma lordose cervical endireitada causa?

O pescoço militar pode ser acompanhado pelos seguintes sintomas:

  • rigidez no pescoço
  • estreitando a amplitude de movimento,
  • dores de cabeça
  • dor no pescoço e membros (dedos e dedos),
  • problemas de coordenação
  • fraqueza muscular
  • deformidade da coluna vertebral
  • paralisia
  • controle prejudicado da bexiga e intestinos.

Nem todos com uma lordose cervical endireitada apresentam os mesmos sintomas. Paralisia, bem como problemas com micção e evacuações, são observados apenas em casos raros e extremamente graves, especialmente quando o paciente não recebe ajuda pontual.

Quais são as causas de endireitar a lordose cervical?

A causa mais comum de lordose endireitada é má postura durante a vigília e durante o sono. A postura inadequada pode estar associada ao trabalho em um computador, algumas doenças ocupacionais ou movimentos repetitivos. No entanto, uma lordose cervical endireitada também pode ser conseqüência de:

1) Doença degenerativa da coluna vertebral (osteocondrose). Com a idade, nossos discos intervertebrais se desgastam gradualmente. Como resultado, eles perdem água, nutrientes e achatam.

Degeneração da coluna pode levar a uma mudança na curvatura cervical e causar um desequilíbrio associado ao peso da cabeça. Com o tempo, a coluna se desgasta mais e mais, desde quando o pescoço é endireitado, a carga sobre os discos intervertebrais aumenta significativamente.

2) doença iatrogênica. Uma lordose cervical endireitada também pode ser de natureza iatrogênica, isto é, ser uma consequência de um procedimento médico. A lordose cervical mais comumente endireitada é um efeito colateral de uma laminectomia - uma operação que é realizada para reduzir a pressão na raiz nervosa.

A remoção das lâminas cria mais espaço para os nervos, mas também pode levar à instabilidade das articulações arqueadas. Essa complicação é mais comum em crianças do que em adultos. O alisamento iatrogênico da lordose cervical também pode ocorrer como resultado de uma fusão cervical malsucedida.

3) patologia congênita. Patologia congênita é um defeito observado desde o nascimento. Pacientes que sofrem de lordose cervical desde a infância geralmente têm problemas com o trato urinário e rins.

Quando a lordose direta é o resultado de uma condição congênita, por exemplo, a formação incompleta da coluna vertebral, a coluna vertebral cresce anormalmente, e as vértebras acabam se tornando triangulares, o que leva à flexão cervical irregular.

4) Lesões. O endireitamento da lordose cervical também pode estar associado a trauma. A coluna cervical pode ser ferida como resultado de queda, treinamento ou acidente de carro. Se os ligamentos se romperem ou esticarem, a coluna vertebral pode dobrar para a frente e o espaço da coluna vertebral pode se estreitar.

Por causa da compressão, os corpos vertebrais podem ter uma forma em forma de cunha, o que leva a um desequilíbrio. Em casos graves, o paciente pode experimentar problemas neurológicos causados ​​pelo estreitamento do canal vertebral (estenose espinhal). A compressão pode causar dormência, dor e fraqueza muscular.

Diagnóstico

Os médicos diagnosticam a lordose cervical endireitada usando vários métodos. Durante a primeira consulta, o seu médico irá compilar uma história da sua doença e também perguntar detalhadamente sobre os sintomas. Em seguida, o médico realizará um exame médico. Você também pode receber um encaminhamento para um estudo de imagem, seja um raio X, ressonância magnética (MRI) ou tomografia computadorizada (TC). Raio-X permite avaliar a condição do sistema ósseo da coluna vertebral, sua flexão e aparência das vértebras. Ressonância magnética (MRI) e tomografia computadorizada (TC) são usados ​​para obter imagens tridimensionais da coluna vertebral e discos intervertebrais. Usando ondas de rádio e magnetos poderosos, a ressonância magnética cria uma série de imagens detalhadas de tecidos moles e ossos. Nas imagens de ressonância magnética, os ossos da espinha não são tão claramente visíveis, mas este estudo fornece informações abrangentes sobre o estado dos tecidos moles da coluna, incluindo os discos intervertebrais, nervos e ligamentos. Uma ressonância magnética é especialmente útil se você suspeitar de um nervo comprimido.

Uma lordose cervical endireitada é diagnosticada quando a curva do pescoço é inferior a 20 graus.

Como tratar a lordose cervical endireitada?

Por via de regra, com lordosis cervical endireitado, os doutores prescrevem exercícios terapêuticos, dormem em travesseiros ortopédicos e analgésicos leves. A exceção é apenas casos graves com compressão da medula espinhal, em que você provavelmente será recomendado cirurgia. Com uma lordose cervical endireitada, a fusão espinhal é mais frequentemente realizada.

O tratamento conservador, que é prescrito como um tratamento separado ou em um complexo de procedimentos restauradores após a cirurgia, pode incluir exercícios específicos para fortalecer os músculos, alongamento da coluna, massagem e aparelhos ortopédicos.

A tração pode ser realizada em instalações especiais. O método mais seguro de alongamento é considerado um alongamento livre de tensão da coluna. Uma lordose cervical endireitada inicia ou acelera o desenvolvimento de processos degenerativos. Isto é devido a uma violação da estática da coluna. A tração sem carga aumenta a distância entre as vértebras, o que reduz a taxa de degeneração e reduz a pressão sobre as raízes nervosas, o que leva a uma redução ou desaparecimento da dor.

Para melhorar sua condição em casa, você pode usar as seguintes recomendações:

  • dê um tempo ao seu pescoço. O repouso pode ajudar a reduzir a dor e acelerar a cicatrização, especialmente nos casos em que o endireitamento da lordose cervical é causado por movimentos repetitivos ou características da atividade profissional. Evite a atividade que leva ao aumento da dor no pescoço.
  • coloque o pescoço corretamente. Um travesseiro especial com efeito de memória ajudará a ajustar a posição do pescoço durante o sono. Uma toalha enrolada ou um rolo de pescoço comprado também podem ser muito úteis. Uma toalha ou rolo é colocado dentro da fronha. Isso irá fornecer suporte para o seu pescoço quando você dorme. Seu médico também pode sugerir várias poses que podem ajudar a reduzir a dor no braço do pescoço.
  • aplique frio. Bolsas de gelo ou bolhas de gelo podem ajudar a aliviar a dor. Seu médico provavelmente recomendará que você aplique gelo várias vezes ao dia por 10 a 15 minutos. Você também pode esfregar a área dolorida com um cubo de gelo,
  • aplique calor. Uma almofada de aquecimento, compressa quente, banho quente ou chuveiro também pode ser eficaz. O calor geralmente é aplicado por 15 a 20 minutos de cada vez,
  • preste atenção ao seu local de trabalho. Certifique-se de que seu local de trabalho esteja organizado de forma que a carga no pescoço seja mínima e você tenha a oportunidade de manter a postura correta durante o dia de trabalho. Pode ser necessário alterar a altura da mesa, a localização do monitor do computador e também escolher uma cadeira mais adequada.

Qual é o prognóstico para a lordose cervical endireitada?

O prognóstico geral para pacientes que sofrem de lordose cervical endireitada é muito favorável. As pessoas tendem a responder bem à fisioterapia, às mudanças no estilo de vida e ao tratamento cirúrgico (se necessário). Após a cirurgia, as pessoas geralmente retornam ao seu nível habitual de atividade após um período de recuperação, embora possam ser prescritas para usar um colar cervical por 3 meses.

Para evitar a cirurgia, consulte o seu médico quando aparecerem os primeiros sintomas de dor.

Artigo adicionado ao Yandex Webmaster 2018-05-24, 17:02.

Coluna cervical

Para detectar a doença, você precisa conhecer a norma. Nos humanos, o SHOP consiste de 7 vértebras, cinco das quais são idênticas em estrutura. A exceção é a primeira e segunda vértebras. O primeiro fornece contato próximo do crânio com a coluna, e o segundo - movimentos rotacionais da cabeça (esquerda e direita). Todas as sete vértebras estão interligadas de forma móvel, o que permite que uma pessoa faça um grande volume de movimentos da cabeça.

Os médicos determinaram as seguintes normas de movimentos que uma pessoa deve produzir na ausência de doenças da SHOP:

  • Inclinação da cabeça para a direita e esquerda - cerca de 45 °,
  • A rotação da cabeça em cada direção é de 90 °. O queixo deve estar paralelo aos ombros,
  • Flexão (frente, para o esterno) - até 45 °. O queixo deve tocar a parede torácica,
  • A extensão (de costas para trás) é de 40 °.

Limitar ou aumentar o volume de movimento indica a presença de patologia da LOJA. Por via de regra, estas doenças também se acompanham por uma modificação na sua forma normal, isto é, alisamento ou um aumento em lordosis cervical.

O que é lordose cervical

A forma normal da coluna na região cervical é indicada pelo termo "lordose". Esta é uma pequena protuberância arqueada anterior, que é formada pela quinta vértebra (as duas restantes são necessárias apenas para fornecer movimentos da cabeça). No momento, não há métodos geralmente aceitos para medir a lordose cervical da coluna e sua gravidade. Por via de regra, os doutores determinam a sua condição segundo os seguintes critérios:

  • Mudança na aparência
  • Exame de raios-x.

Além disso, um teste simples pode ser usado para detectar patologia. Um homem está de costas para a parede, de modo que os calcanhares, a coluna torácica e a nuca tocam a superfície. Normalmente, deve haver uma distância entre o pescoço e a parede correspondente ao diâmetro da palma da pessoa que está sendo examinada. Se essa distância for maior ou menor, você precisa procurar o motivo dessa alteração.

O que significa o termo lordose cervical endireitada? Como regra, estamos falando em mudar a forma normal da curva, sua suavização. Os médicos designam essa condição como hipolordose. A hiperlordose é uma situação inversa onde a flexão de arco é fortalecida.

Razões para suavizar a lordose

Se a lordose cervical é suavizada, qual é a causa das alterações patológicas? A causa mais comum dessas alterações são duas condições - osteocondrose e lesões vertebrais. A osteocondrose ocorre em pessoas de todas as idades, exceto crianças (até 15-18 anos). Esta doença deve ser excluída em primeiro lugar, quando detectar a lisura da lordose cervical. Espondilolistese, uma doença acompanhada por um deslocamento da vértebra na ausência de lesão, também pode levar a uma diminuição na gravidade do arco cervical.

Osteocondrose

Esta é uma doença em que há uma destruição gradual dos discos intervertebrais e uma mudança na forma normal do pescoço. Após 18-20 anos, a maioria das pessoas deixa de comer essas estruturas. Os discos perdem gradualmente a sua elasticidade, tornam-se quebradiços e podem ser facilmente feridos. Sinais de osteocondrose ocorrem após danos ao disco intervertebral e reduzem sua altura. Isso leva à compressão das raízes nervosas e ao aparecimento dos seguintes sintomas:

  • Dor e desconforto no pescoço. Por via de regra, as sensações desagradáveis ​​persistem por muito tempo (durante vários dias e até semanas), exprimem-se débil ou moderadamente, e prejudicam o movimento. A dor pode enfraquecer depois de tomar relaxantes musculares (tizanidina, tolperisona), comprimidos ou pomadas anti-inflamatórias não hormonais (nimesulida, diclofenaco, ibuprofeno, etc.).
  • Tiro dores, "dando" para o braço. Na maioria das vezes ocorrem durante movimentos ativos, fortes voltas / curvas da cabeça,
  • A sensação de "arrepios arrepiantes" no braço, na maioria das vezes na área dos dedos e da mão,
  • Dormência das pontas dos dedos. Neste caso, a cor da pele não muda e o desconforto desaparece em 5-10 minutos.

Os sintomas acima, juntamente com o formato do pescoço alisado, permitem suspeitar da presença de osteocondrose. Você pode confirmar o diagnóstico usando um método de pesquisa barato e acessível - radiografia. Em casos difíceis, o médico pode recomendar o uso de métodos adicionais de exame. Os mais precisos e informativos são a ressonância magnética (MRI) e a tomografia computadorizada (TC).

Lesões cervicais

Choques, quedas, cargas pesadas são as causas mais comuns de lesões. Neste caso, uma lordose endireitada da coluna cervical ocorrerá somente quando uma das vértebras for deslocada anteriormente. Na medicina, essa condição é chamada de "antislotez". É invariavelmente acompanhado por dor intensa, tensão muscular e restrição de movimento.

Por via de regra, esta razão de modificar a forma suspeita-se facilmente. O fato do trauma e a presença de sintomas característicos irão testemunhar em favor da antelistese traumática. No entanto, deve ser lembrado que sensações desagradáveis ​​podem ocorrer não apenas imediatamente após uma queda ou choque, mas também dentro de 3-7 dias após a queda. Tais sintomas atrasados ​​aparecem sob as seguintes condições:

  1. A lesão não levou a uma luxação completa da articulação intervertebral ou a uma fratura dos processos articulares da vértebra, mas a uma parcial,
  2. Subsequentemente, devido à tensão muscular que surge, a lesão pode ser agravada e levar a um deslocamento significativo da vértebra,
  3. Antelistez leva a um alisamento da curva do pescoço e à compressão das raízes nervosas.

Imediatamente após uma lesão, entre em contato com a sala de emergência ou sala de emergência mais próxima. Em uma instituição médica, os médicos farão um exame de raio X, prestarão assistência médica e, se necessário, encaminharão uma pessoa para um exame mais aprofundado e tratamento hospitalar.

Espondilolistese não traumática

Literalmente, a palavra "espondilolistese" é traduzida como "deslocamento da vértebra". Uma combinação de vários fatores prejudiciais que podem afetar a coluna vertebral leva à sua ocorrência. A maior influência no desenvolvimento desta doença é:

  • Músculos e ligamentos fracos. Os tecidos moles desempenham um papel importante na manutenção da forma normal da lordose cervical. Falta de exercício físico regular, velhice, doenças endócrinas (diabetes mellitus, hipertireoidismo, hipoparatireoidismo, síndrome de Itsenko-Cushing / doença, e vários outros), pós-menopausa em mulheres, danos ao sistema nervoso, miastenia gravis, podem levar a uma diminuição do tônus.
  • Displasia do tecido conjuntivo (TSD). Este é um grande grupo de desordens hereditárias, que se manifestam pela fraqueza de todas as estruturas do corpo, onde as fibras do tecido conectivo estão presentes. A TSD é caracterizada pelo aumento da extensibilidade de todos os ligamentos e pele, mobilidade articular excessiva (uma pessoa pode dobrar o cotovelo ou articulação do joelho na direção oposta), uma forma patológica do tórax (na forma de um funil, com uma saliência do esterno) e vários outros distúrbios,
  • Predisposição hereditária.Estudos mostram que a espondilolistese ocorre frequentemente em pessoas cujos familiares também experimentaram deformidades da coluna vertebral ou DST,
  • Malformações congênitas das vértebras, músculos ou ligamentos do pescoço,
  • A presença de osteocondrose. Embora esta doença possa afetar independentemente a forma das curvas fisiológicas, é também um fator de risco adicional para a espondilolistese,
  • Espondilólise - destruição (reabsorção) dos processos articulares das vértebras na ausência de lesões. Até o momento, a causa dessa condição não foi estabelecida com precisão. Tem sido sugerido que a espondilólise pode ser uma manifestação do TSD ou ocorrer em pessoas suscetíveis contra um pano de fundo de sobrecarga física. No entanto, existem vários fatos comprovados sobre essa condição. O primeiro - muitas vezes ocorre a reabsorção de ambos os processos na vértebra. A segunda espondilólise é um fator de risco para o desenvolvimento de espondilolistese.

Se a lordose cervical fisiológica é endireitada, uma pessoa é perturbada pela dor, ele sente tensão muscular nesta área, uma das patologias acima mencionadas deve ser suspeitada. É muito difícil distinguir entre eles por sintomas, no entanto, um exame cuidadoso, exame de raio-x e várias técnicas adicionais (tomografia computadorizada, ressonância magnética, mielografia, eletromiografia, etc.) permitem que você faça o diagnóstico correto e escolha as táticas da terapia.

Espondilite anquilosante

Na vida cotidiana, encontramos regularmente pessoas idosas que sofreram desta doença. É fácil reconhecê-los - a espondilite anquilosante (ou espondilite anquilosante) causa a fusão de toda a coluna em um único todo, com a fusão de cada articulação intervertebral. Como resultado, a patologia inclina a pessoa para a posição “peticionária”, cujos sinais característicos são uma inclinação para trás, uma cabeça abaixada e rigidez dos movimentos.

Hiperlordose em pacientes com espondilite anquilosante ocorre com a progressão da doença. Nos estágios iniciais, as manifestações da doença são limitadas à dor no sacro, menos freqüentemente nas articulações do joelho ou do quadril, rigidez nas costas e fraqueza moderada. Ao mesmo tempo, a dor e a rigidez desaparecem após um pouco de atividade física. É muito difícil suspeitar da doença nesta fase. Para fazer isso, você deve monitorar constantemente o estado de sua saúde e, se necessário, contatar um terapeuta competente.

Conforme a doença progride, o paciente começa a mudar a forma da coluna. Como regra geral, as mudanças começam com a pélvis (mais precisamente, com as articulações sacroilíacas), sobem para a região lombar, afetam a região torácica e passam para o pescoço. Em alguns pacientes, as articulações intervertebrais são afetadas simultaneamente em diferentes departamentos. A hiperlordose e outras alterações externas facilitam a suspeita e o diagnóstico. Um teste simples pode ser realizado para detectar sinais patológicos:

  1. Fique de costas para a parede para que os calcanhares, as omoplatas e a parte de trás da cabeça toquem a superfície,
  2. Uma pessoa cuja doença tenha levado a mudanças marcantes na forma da coluna vertebral não será capaz de realizar este teste - seu pescoço não entrará em contato com a parede, devido ao desvio da curva anterior do pescoço.

Segundo os dados modernos, esta patologia diagnostica-se extremamente tarde - nos 8-10 anos do começo da inflamação. A fim de não perder o período inicial e evitar o desenvolvimento da fusão das articulações intervertebrais, é necessário prestar atenção aos primeiros sintomas: rigidez nas costas ou grandes articulações, dor na região pélvica, o desaparecimento dos sintomas patológicos após a atividade física.

O processo inflamatório inicia-se em pessoas jovens (20 a 25 anos), mas os casos de estreia da doença em adolescentes e crianças de 7 a 13 anos não são raros. Apesar do desenvolvimento extremamente lento, sem o tratamento necessário, há uma diminuição na qualidade de vida e incapacidade de uma pessoa.

Artrite psoriática

Esta é uma doença auto-imune que muitas vezes "coloca a máscara" de outras patologias. Em 10-15% dos casos, a artrite psoriática pode ocorrer sob a forma de espondilite anquilosante. Tem sintomas semelhantes, com exceção de três sintomas principais:

  1. A derrota das articulações sacroilíacas (pelve) geralmente se desenvolve apenas de um lado - direito ou esquerdo,
  2. Não há sequência para a propagação da inflamação na coluna vertebral - quaisquer divisões em qualquer sequência podem ser afetadas.
  3. Em 60-80% dos casos, a psoríase é observada em pacientes ou seus parentes. No entanto, sua ausência não exclui o diagnóstico de artrite psoriásica.

Confirmando o diagnóstico é bastante difícil. Para fazer isso, use um complexo de testes de laboratório (descrito abaixo), bem como métodos de pesquisa adicionais: radiografia, ressonância magnética, ultra-som com Doppler, cintilografia.

Instabilidade Cervical

Deslocamento das vértebras e aumento da mobilidade das articulações intervertebrais também podem levar a um aumento da lordose cervical. Na maioria dos casos, essas alterações nessa doença são completamente reversíveis e não levam a mudanças duradouras. No entanto, é necessário identificar prontamente e tratar esse tipo de hiperlordose, melhorar a qualidade da vida humana e prevenir danos aos grandes troncos nervosos.

Os seguintes fatores contribuem para a instabilidade:

  • Lesões sofridas
  • Tom muscular reduzido
  • Idade idosos ou crianças
  • A presença de displasia do tecido conjuntivo,
  • Carga muscular constante. Este fator é freqüentemente de grande importância para pessoas das seguintes especialidades: carregadores, dentistas, cirurgiões, contadores e arquivistas, construtores, pintores e vários outros.

Além da hiperlordose, as pessoas com instabilidade da SHOP estão preocupadas com a dor muscular, a tensão constante e a limitação da mobilidade da cabeça. Uma pessoa não pode executar confortavelmente suas habilidades profissionais habituais e poupa a área afetada.

Para confirmar a presença da doença, como regra, um exame de raios-x é suficiente. Métodos adicionais são usados ​​em caso de suspeita de complicações ou dúvidas do médico no diagnóstico final.

Como descobrir o motivo

Acima foi listada várias razões que levam a uma mudança na forma normal em uma criança e um adulto. Apesar de uma série de diferenças características, em geral, as manifestações dessas doenças são muito semelhantes e resumem-se a três sintomas: dor, tensão muscular e mobilidade limitada.

Para finalmente determinar a causa da amplificação / redução da gravidade da lordose, é necessário examinar uma pessoa. Neste caso, todos os tipos de diagnósticos podem ser divididos em obrigatórios e adicionais. A primeira inclui um exame objetivo e a ASC de raios X - esses estudos devem ser realizados para cada paciente. A lista de exames adicionais é muito impressionante, o mais importante deles será descrito abaixo.

Diagnóstico obrigatório

Tipo de estudoPrincípio deInterpretação dos resultados
Inspeção objetivaDurante o processo de inspeção, é importante determinar a presença de alterações externas no pescoço:

  • Vermelhidão / branqueamento da pele,
  • A presença de erupções cutâneas (incluindo placas psoriásicas), vestígios de lesão, hipertensão da pele,
  • Avalie o tônus ​​muscular,
  • O surgimento de irregularidades e deformações, descobrir sua consistência,
  • Para avaliar a presença de hematomas ou sangue na pele.

Depois disso, é necessário sondar as partes da vértebra superficialmente (se não houve lesão) e avaliar a presença de uma série de sintomas importantes:

  • O sintoma de um "sino" - quando sondando os processos espinhosos (partes salientes das vértebras) há uma dor aguda, o paciente pode até gritar,
  • Dor dos pontos paravertebrais (TST) - ao sondar o tecido nas laterais dos processos espinhosos, há dor,
  • O sintoma de "falha" - com a sondagem seqüencial das vértebras, é determinado pela ausência ou localização mais profunda de uma delas,
  • O sintoma superior de Lasegue é dor, ao virar a cabeça para os lados,
  • O teste de Otto - da 7a vértebra cervical deposita-se perpendicular abaixo 30 cm, depois do qual se pede que a pessoa se incline para a frente tanto quanto possível. Normalmente, a distância aumenta em 4-5 cm.
LOJA DE Osteocondrose:

  • Não há alterações na pele,
  • Os músculos estão tensos
  • A presença do sintoma Lasegue e BPT é possível.

  • Decréscimo do tônus ​​muscular, em alguns casos, o tônus ​​pode estar normal ou elevado (com dor intensa),
  • Sintoma de "falha"
  • Pode haver um sintoma de Laseg,
  • Pode haver traços de lesão.

Espondiloartrite psoriásica e anquilosante:

  • Sem alterações na pele,
  • O tônus ​​muscular é normal ou ligeiramente reduzido (na velhice),
  • Teste Otto positivo.

  • O avermelhamento da pele, com sangramento pode ser pálido,
  • Traços de ferimentos, hemorragias,
  • Pode haver um sintoma de "sino"
  • A ocorrência do sinal de Laseg é possível.
Loja de raio-xCertifique-se de executar em duas projeções: reto e lateral. A pesquisa deve ser realizada com um assistente que "puxará" a LOJA (puxando a cabeça). Isto é necessário para uma melhor visualização da 7ª vértebra cervical.

Por via de regra, dois doutores ocupam-se da interpretação do quadro: um radiologista e um médico.

Usando este estudo, você pode confirmar a presença de:

  • Instabilidade da LOJA,
  • Lesões vertebrais,
  • Espondilolistese e espondiolise,
  • Na maioria dos casos, osteocondrose,
  • Estágios tardios da espondilite anquilosante.

Diagnósticos adicionais

Tipo de estudoIndicaçõesInterpretação dos resultados
CBCSuspeitas de doenças autoimunes

  • Artrite psoriática,
  • Espondilite anquilosante.

Causa obscura de mudança de lordose.Na presença de patologias auto-imunes observou:

  • Aumento do VHS - um aumento significativo na taxa de mais de 15 mm / hora,
  • Talvez uma diminuição no nível de glóbulos brancos abaixo de 4,0 * 10 9 células / litro,
  • O aumento na PCR está acima de 5 mg / l.
Análise da proteína C reativa (PCR)Definição de HLA-B27

Esta é uma análise especial para determinar a suscetibilidade a lesões auto-imunes da coluna. Na presença de dor e mudança de forma por uma razão não clara, a determinação da presença do gene HLA-B27 pode facilitar o processo de diagnóstico.

No entanto, deve ser lembrado que a sua presença não é uma confirmação do diagnóstico - o HLA-B27 indica apenas um risco aumentado das patologias acima. A validade de sua implementação deve ser considerada em cada caso, uma vez que a análise é realizada apenas por uma taxa (o custo médio é de cerca de 1.500 rublos).A presença de HLA-B27 aumenta a probabilidade de espondiloartrite anquilosante e psoriásica, mas não permite confirmar o diagnóstico.Ressonância magnética de SHOP, articulações sacroilíacas

  • Usado para o diagnóstico precoce de espondilite anquilosante,
  • Permite avaliar o grau de dano tecidual, ao redor da lesão,
  • A ressonância magnética é realizada durante o preparo pré-operatório, se necessário, intervenção cirúrgica.
A presença de alterações na área das articulações sacro-ilíacas é um sinal de lesões espinhais autoimunes.Tomografia computadorizadaRecomenda-se quando há suspeita de tumores no pescoço que podem exercer pressão sobre as vértebras e levar a um aumento / diminuição na gravidade da lordose.

Como descrito acima, uma mudança na forma normal de uma dobra do pescoço pode ocorrer no contexto de várias condições. Se a hiper ou hipolordose se formar rapidamente o suficiente (dentro de algumas semanas ou dias), deve-se suspeitar da presença de trauma, espondilolistese, exacerbação da osteocondrose ou instabilidade dos POPs. Com a formação gradual de deformação, na maioria das vezes estamos falando de lesões inflamatórias das articulações intervertebrais.

Táticas para esses dois grupos de doenças serão significativamente diferentes. No primeiro caso, recomenda-se um tratamento suave, com uso de analgésicos e relaxantes musculares. O tratamento da lordose cervical no caso de doenças auto-imunes, pelo contrário, consistirá em influenciar ativamente a área afetada com ginástica terapêutica, massagem, bem como em terapia medicamentosa séria.

Antiinflamatórios básicos e drogas geneticamente modificadas para controlar o curso das patologias.

Analgésicos (AINEs)

De acordo com a necessidade, uma pessoa pode usar AINEs para alívio da dor.

Ingestão de vitamina B recomendada6, Em12.

Não é obrigatório
  • Osteocondrose sem exacerbação,
  • Instabilidade da SHOP sem sintomas pronunciados e sem luxação pronunciada das vértebras,
  • Espondilolistese discreta (sem viés pronunciado).
Os pacientes com essas patologias são recomendados em modo ativo, visando fortalecer e melhorar o tônus ​​muscular.Não é obrigatório

Abaixo serão consideradas as nuances individuais do tratamento, que são usadas quando se modifica a flexão fisiológica do pescoço.

Ginástica Terapêutica (cinesioterapia)

Para que as aulas de educação física sejam eficazes e benéficas ao paciente, é necessário abordá-las de maneira organizada e tecnicamente correta. Apesar da simplicidade deste método de tratamento, permite-lhe melhorar o bem-estar de uma pessoa e prevenir a progressão de doenças, fortalecendo os músculos e mantendo o seu tom normal, prevenindo a fusão (anquilose) e reduzindo a inflamação das articulações intervertebrais.

Os princípios da cinesioterapia, que ajudam a extrair o máximo benefício dela, estão listados abaixo:

  • Regularidade. A ginástica terapêutica deve ser praticada diariamente, a qualquer hora do dia, para uma pessoa
  • Dosagem adequada. Para conseguir um bom resultado sem efeitos colaterais, é suficiente para uma pessoa dedicar 15-20 minutos / dia à educação física,
  • Moderação Os exercícios devem ser simples, acessíveis e não exercem forte pressão sobre os ossos humanos.
  • Divertido. Para facilitar a observação do regime de cinesioterapia - associe os exercícios a outra atividade prazerosa. Por exemplo, faça ginástica enquanto assiste suas séries favoritas, ouvindo um audiolivro ou sua música favorita.

Para que os exercícios sejam eficazes, eles não precisam ser pesados ​​ou difíceis. A cinesioterapia envolve a implementação de atividades físicas leves e acessíveis que não exigem esforço humano significativo. Abaixo estão dois esquemas de ginástica médica com exercícios com lordose cervical, que podem ser alternados no curso da terapia.

1. Lenta e lenta inclinação da cabeça (para os ombros) para a direita e esquerda

2. Flexão da cabeça no peito e extensão de 40-50 o

3. Levantando a cabeça, deitada de lado. Levante a 30-40 o, você não deve curvar sua cabeça através da força.

20 vezes 3 conjuntos com um intervalo de descanso de 2-3 minutos.

Depois de executar uma abordagem do exercício n º 3, você deve rolar.

1. movimentos suaves da cabeça para a direita e esquerda. A curva deve ser feita a 80-90 o

2. Rotação cuidadosa lenta da cabeça. A primeira abordagem é realizada no sentido horário, a segunda - na direção oposta.

3. Levanta a cabeça da posição de "deitada de costas".

20 vezes 4 conjuntos com um intervalo de descanso de 2 minutos.

Exercício n º 3 deve ser realizado com cuidado, levantando a cabeça deve ser não mais do que 40-50 sobre (sem atingir o peito com o queixo).

Número de sérieUm conjunto de exercícios para uma aulaMultiplicidade de execução
Primeiro circuito
Segundo circuito

No momento, existem massagistas e osteopatas que oferecem serviços para mudar a forma da coluna. Agindo diretamente sobre os ossos, eles mudam de posição, tentando lhes dar uma posição normal. Esta prática deve ser tratada com cautela.De acordo com os dados mais recentes, os riscos de tal massagem excedem em muito os benefícios potenciais - as pessoas muitas vezes têm complicações devido à exposição inadequada ou muito intensa. Entre as complicações estão: fraturas vertebrais, luxação e subluxação das articulações intervertebrais, agravamento da instabilidade da SHOP.

Massagem no fundo de reforço / enfraquecimento das curvas fisiológicas deve ser destinada a manter o tônus ​​muscular normal. É realizado com a ajuda de delicadas influências com as mãos de um massagista. Todos esses movimentos são divididos em 4 grupos principais, dependendo das funções desempenhadas:

  1. Acariciando - preparando a pele para efeitos mais intensos e relaxamento da pessoa,
  2. Esfregar - aumentando o fluxo sanguíneo local para melhorar o fornecimento de sangue e reparar os tecidos das articulações e ossos,
  3. Amassar - aumenta o tônus ​​muscular e aumenta o suprimento de sangue,
  4. Batendo / vibração - “acalma” a pele após efeitos intensos.

Para obter um efeito positivo, recomenda-se um curso de massagem de 14 a 20 sessões. Dado o alto custo dessas sessões, você pode entrar em contato com um médico do distrito gratuitamente para agendar uma massagem em uma policlínica.

Medicação para a dor

Na maioria dos casos, para reduzir o desconforto durante a hiper / hipolordose, é aceitável o uso de AINEs na forma de comprimidos, pomadas ou géis. Neste caso, deve-se dar preferência aos medicamentos menos tóxicos, que incluem nimesulida, meloxicam, celecoxibe e eterocoxibe.

No caso de usar outras drogas do grupo de anti-inflamatórios, recomenda-se tomar medicamentos que protejam a mucosa gástrica dos efeitos colaterais dos AINEs. Estes incluem drogas como pantoprazol, rabeprazol, omeprazol, esomeprazol e outros.

Listados abaixo estão os analgésicos mais comuns que são freqüentemente usados ​​para dores nas costas ou no pescoço.

Grupo de drogasNome do medicamentoForma de liberação
Seletiva - mais segura, mas não durante a gravidez.NimesulidaGel para uso externo, comprimidos, grânulos para solução (beber)
MeloxicamComprimidos, solução de injeções intramusculares, supositórios retais
EterocoxibeComprimidos
CelecoxibCápsulas
Não seletivo - afeta mais ativamente a mucosa gástrica e contribui para a formação de úlceras, é possível usar durante a gravidez (depois de consultar um médico)IbuprofenoPó para administração oral, cápsulas, comprimidos, gel, supositórios rectais
CetoprofenoComprimidos, cápsulas, gel, solução para a preparação de injecções intramusculares e intravenosas, supositórios rectais,
DiclofenacoGel, unguento, pastilhas habitual e duradouro, supositórios retais, solução de injeções intramusculares

Quando a cirurgia é necessária?

Qualquer cirurgia está associada a um certo risco, especialmente cirurgia da coluna vertebral. Portanto, as indicações para sua conduta são estritamente limitadas e são determinadas individualmente em cada caso. Primeiro de tudo, estes incluem:

  • Lesão grave, com deslocamento grave, danos às vértebras ou feixes neurovasculares,
  • Dor persistente que não passa dentro de 1,5 meses (com exceção de patologias auto-imunes),
  • Instabilidade grave,
  • Hérnia de disco na osteocondrose, que comprime o nervo ou a formação vascular.

Perguntas frequentes

Para isso, use dispositivos especiais - órteses, que permitem manter uma parte do corpo em uma determinada posição. Em caso de lesão, para o primeiro período - eles podem ser nomeados para uso permanente. Contra o pano de fundo de outras razões, as órteses são usadas por várias horas por dia. Você pode comprá-los em qualquer perfil ortopédico de farmácia.

O cirurgião ou traumatologista local lida com esse problema. Na ausência de tais especialistas, você pode contatar o terapeuta local.

Na maioria dos casos, sim. A exceção é episódios de fusão completa (anquilose) das articulações intervertebrais entre si.

Causas da lordose cervical

Causas de lordose cervical devem ser consideradas em paralelo com a taxa anatômica característica da coluna vertebral. Sabe-se que duas lordoses fisiológicas (cervical e lombar) e duas cifoses fisiológicas (torácica e sacral) são características da coluna vertebral humana. Estas curvas podem ser detectadas mesmo em uma criança, no entanto, elas serão expressas muito fracamente. Quando a criança começa a crescer, levanta-se e caminha, a lordose e a cifose tornam-se mais visíveis. Mas eles serão formados por um longo período de tempo. Assim, a coluna vertebral completa seu desenvolvimento por 16-18 anos. No entanto, isso não significa que, até então, a criança ou adolescente não seja capaz de ter uma lordose cervical patológica.

Com esta doença, as vértebras cervicais são deslocadas anteriormente e a divergência fusiforme de seus corpos. A estrutura óssea das vértebras anteriores é diluída e os discos intervertebrais se expandem. Ao mesmo tempo, as vértebras da coluna torácica e depois da coluna lombar começam a sofrer, pois seus processos espinhosos gradualmente se tornam mais densos e próximos.

Especialmente perigosa é a lordose cervical, manifestando-se em uma idade precoce e jovem, já que a deformação torácica ocorre mais rapidamente devido à imperfeição do sistema musculoesquelético. Essa deformação, por sua vez, não apenas viola a postura, mas também afeta o trabalho dos órgãos internos. Quanto mais tempo a criança tiver lordose cervical, mais fortes serão as alterações patológicas nos ossos e órgãos. Provavelmente também a formação de deformações de outras partes do corpo.

Assim, as causas da lordose cervical podem ser identificadas da seguinte forma:

Doenças e processos patológicos na própria medula espinhal, que levam à formação de lordose cervical primária.

A distonia de torção muscular, que força o paciente a ocupar poses patológicas, pode levar à formação de uma curva patológica primária na coluna cervical. Esta doença é de natureza neurológica e está em constante progresso.

O perigo é qualquer lesão na coluna vertebral, incluindo trauma no nascimento.

Malformações congênitas da coluna vertebral.

Neoplasias na coluna cervical (tumores e hérnias da coluna vertebral).

Processos inflamatórios na coluna cervical.

Reações compensatórias da coluna vertebral, que aparecem para se adaptar ao trabalho em condições que não são fisiológicas para ele, levam ao desenvolvimento da lordose cervical secundária. Isso pode incluir doenças sistêmicas do sistema músculo-esquelético - osteoporose, osteomielite, espondilite anquilosante, etc. A tuberculose óssea, a ciática e a escoliose grave também podem causar a doença.

A presença de lordose patológica lombar e cifose patológica aumenta o risco de desenvolvimento de lordose cervical. Em 90% dos casos, a cifose cervical é uma patologia adquirida como resultado de má postura quando criança.

Fatores de risco são:

Longa permanência forçada de uma pessoa na posição errada.

Hipodinamia, baixa atividade motora, ou realização inadequada de exercícios físicos, bem como o fascínio irracional com exercícios monótonos.

Excesso de peso.

Crescimento acelerado da coluna vertebral na infância e adolescência.

Roupas erradas.

Local de trabalho mal organizado de crianças e adultos (o mobiliário não corresponde à altura e idade do proprietário, pouca iluminação do local de trabalho, etc.).

Doenças dos órgãos internos, audição e deficiência visual.

Como regra geral, a lordose cervical, que ocorre no contexto de reações compensatórias da coluna, é de natureza móvel e é capaz de desaparecer completamente com a eliminação de fatores provocadores. No entanto, quanto mais tempo a patologia existir, pior será o prognóstico da recuperação. Em pacientes adultos, a lordose fixa será mantida mesmo se as causas que a causam forem eliminadas.

Sintomas de lordose cervical

Os sintomas da lordose cervical podem ser agudos e podem ter um caráter suave.

O quadro clínico da patologia é caracterizado por:

A presença de dor na coluna cervical. Eles podem irradiar para as omoplatas e ombros. As dores são piores quando você tenta virar a cabeça.

Distúrbios patológicos da postura.

O aparecimento de dor aguda ao virar a cabeça.

Dormência da pele do pescoço e face.

Deterioração do desempenho, atenção, memória.

Violação de sensibilidade nas extremidades superiores pelo tipo de dormência, o surgimento de uma sensação de "rastreamento".

Limitação da mobilidade do pescoço e da área ombro-escapular.

Sabe-se que todas as curvas da coluna estão intimamente interconectadas entre si, portanto, um aumento ou diminuição na curvatura cervical levará a uma mudança na outra curvatura.

Ao mesmo tempo, o tórax começará a deformar-se e aparecerão sintomas de distúrbios fisiológicos dos órgãos internos, incluindo:

Respiração superficial, falta de capacidade de respirar fundo,

Trabalho cardíaco difícil

Inanição de oxigênio do corpo com o desenvolvimento de anemia,

Estase de sangue no crânio, pelve, peritônio, etc.

Portanto, é importante reconhecer os sintomas da doença a tempo e procurar ajuda médica.

Tratamento da lordose cervical

O tratamento da lordose cervical será o mais efetivo possível se a doença não for iniciada e o paciente tiver prestado atenção no tempo até o estado de sua coluna vertebral. A terapia envolve uma abordagem integrada e baseia-se na eliminação da causa da patologia:

Medicação para lordose cervical. A dor é interrompida por tomar medicamentos anti-inflamatórios não-esteróides. Pode ser ibuprofeno, diclofenaco ou outro remédio nesse grupo. Se a dor no pescoço é muito intensa, então a injeção intramuscular da droga Movalis é possível 1 vez por dia. O curso completo do tratamento é de 10 dias.

Complexos vitamínicos ajudarão a acelerar a recuperação. Na maioria das vezes com lordose cervical, o medicamento Neuromultivit é prescrito, que inclui vitaminas do grupo B. Com espasmos dos músculos do pescoço, o uso de relaxantes musculares, por exemplo, o medicamento Midokalm, é indicado.

Tratamento fisioterapêutico da lordose cervical. As técnicas fisioterapêuticas visam melhorar a nutrição tecidual, aumentando a atividade contrátil dos músculos na área problemática. Eles também têm um efeito tônico. Eletroforese de cálcio e fósforo, irradiação ultravioleta, inductometria são amplamente utilizados.

A implementação da fisioterapia complexa. Terapia por exercício desempenha um papel importante no tratamento da lordose cervical. Eles visam a formação de ligações estáveis ​​entre os músculos das costas e da coluna vertebral, contribuem para a criação de um espartilho muscular que segurará com segurança a coluna na posição correta. Mesmo que a doença não possa ser completamente eliminada, o exercício regular permitirá interromper sua progressão. Complexos de fisioterapia são feitos individualmente, dependendo do grau de curvatura da coluna, da idade do paciente e do estado de saúde em geral.

Boa nutrição e rotina diária. É importante que o cardápio dos pacientes seja equilibrado e enriquecido com sais minerais e vitaminas. É do alimento que os nutrientes são absorvidos pelo organismo na máxima extensão possível em comparação com as vitaminas sintéticas. O paciente deve ter um bom descanso. As crianças devem comprar um colchão e travesseiro ortopédicos. É importante que a pessoa monitore constantemente sua postura, tanto durante o descanso quanto durante o trabalho. Igualmente importante é a organização competente do local de trabalho.

Massagem A massagem é um componente obrigatório do tratamento complexo de pessoas com lordose cervical. Aplicar uma massagem geral nas costas e pescoço, deve ser realizada apenas por um massagista profissional. Com a sua ajuda, será possível melhorar o fluxo linfático, fortalecer o suprimento de sangue, fortalecer os músculos do pescoço e das costas, trazê-los para o tom. Melhora o bem-estar geral do paciente.

Intervenção cirúrgica. A eliminação cirúrgica da patologia é possível se a lordose cervical primária do paciente for provocada por uma hérnia, tumor ou trauma. O método para eliminar a patologia depende de sua natureza. Para reduzir a dor, o uso de espartilhos e bandagens é possível, mas, como regra geral, eles não têm efeito terapêutico. É possível se submeter a tratamento de spa em resorts especializados. Os pacientes devem escolher sanatórios que ofereçam banhos minerais, balneoterapia, talassoterapia.

É importante lembrar que o tratamento oportuno da lordose cervical não permitirá o desenvolvimento de vários distúrbios dos órgãos internos. Além disso, estágios avançados da doença podem afetar negativamente a pressão intracraniana, o trabalho dos membros superiores, a visão e a audição da pessoa, bem como suas habilidades cognitivas.

Educação: Em 2005, ele completou um estágio na Primeira Universidade Médica do Estado de Moscou em homenagem a I. M. Sechenov e recebeu um diploma na especialidade "Neurologia". Em 2009, pós-graduação na especialidade "Doenças Nervosas".

7 erros devido aos quais o tonômetro superestima as leituras de pressão

A receita mais eficaz que fará seus saltos lisos como na juventude!

A principal característica do método

Antes de proceder a uma medida terapêutica, é necessário esclarecer o que é o alisamento da lordose cervical, o que é e quais são as principais formas de realização do procedimento. A base dessa manipulação é o alongamento consistente da correção da dobra e da dobra. Assim, as vértebras adquirem a posição anatômica correta com a ajuda de ação mecânica externa.

Como regra, a especificidade de um evento terapêutico depende do estágio da doença. As seguintes etapas do desenvolvimento de lordosis da zona de colarinho distinguem-se:

  1. Unfixed - o estágio inicial. É caracterizado por uma pequena curva. Nesta fase da doença, o paciente pode alinhar independentemente o pescoço sem muito esforço.
  2. Parcialmente fixo - caracterizado pela mobilidade limitada da zona de colarinho. Tentativas de endireitar o pescoço são acompanhadas de dor
  3. Corrigido - extremo. Nesta fase do desenvolvimento da patologia, o paciente não pode endireitar o pescoço de forma independente e experimenta dor constante

Endireitando lordose cervical por métodos conservadores

Um dos tipos mais comuns de tratamento usados ​​ativamente nos estágios 1 e 2 é o endireitamento da lordose por métodos conservadores. Como regra, eles incluem massagem e alongamento em simuladores especiais. O objetivo dos procedimentos é a remoção da hipertonicidade nos músculos da zona de colo, bem como a correção anatômica da crista, aumentando o espaço intervertebral. É importante lembrar que a realização de tais atividades terapêuticas deve apenas especialistas altamente qualificados.

Muitas vezes, o tratamento conservador é complementado por terapia medicamentosa. Como parte do método, o paciente é prescrito vitaminas e suplementos minerais que melhoram as funções de proteção do sistema imunológico, bem como fortalecer o tecido ósseo. Em caso de dor intensa, o curso da medicação é complementado com analgésicos.

Endireitando lordose cervical usando terapia de exercício

Métodos bastante eficazes de endireitar a lordose, de acordo com muitos traumatologistas, são considerados fisioterapia.A essência da técnica é esticar independentemente as vértebras da zona do colar e fortalecer o espartilho muscular através de exercícios físicos. Este método de terapia ajudará não apenas a se livrar da patologia em qualquer estágio de seu desenvolvimento, mas também prevenirá o desenvolvimento de doenças associadas.

Os seguintes exercícios são recomendados para serem incluídos no complexo esportivo para endireitar a lordose cervical:

  1. Fique em pé, abra bem as pernas. Comece a inclinar-se para a frente lentamente, dobrando sequencialmente a região cervical, torácica e lombar. Tente tocar o chão com as mãos.
  2. Fique em pé contra a parede, pressionando firmemente a parte de trás da cabeça, nádegas e saltos para ele. Levante as mãos e estique lentamente a coluna. Os pés devem ser pressionados firmemente no chão.
  3. Deite-se de bruços, colocando um rolo ortopédico ou um travesseiro dobrado embaixo dele. Coloque as mãos atrás da cabeça, trancando-as na fechadura. Comece a levantar lentamente o chassi

Recomenda-se a realização de cada exercício na fase inicial 5 vezes, aumentando gradualmente a carga até 10 repetições. É necessário treinar diariamente no complexo apresentado. Saltar classes de terapia de exercícios não é recomendado, pois isso pode invalidar resultados previamente alcançados.

Endireitando lordosis cervical por meio de medicina tradicional

Os métodos tradicionais de tratamento da lordose também são muito comuns entre os pacientes. Eles ganharam popularidade entre os usuários devido à sua eficiência e disponibilidade. A eficácia dos métodos folclóricos não está em dúvida, uma vez que eles já foram testados por nenhuma geração.

Uma maneira bastante eficaz de tratar a lordose cervical é a aplicação baseada em argila branca. As compressas apresentadas ajudam a aquecer bem a coluna cervical, reduzindo assim a intensidade da síndrome dolorosa, além de saturar o corpo com os nutrientes que o componente apresentado é rico. Para o procedimento, é necessário diluir uma colher de sopa de argila branca em pó em 100 ml de água fervida morna para uma massa homogênea. A pasta resultante deve ser aplicada uniformemente sobre o pescoço durante a noite.

Além disso, o alto desempenho é caracterizado por compressas à base de mel, que devem ser aplicadas antes de dormir. Este método terapêutico é ótimo para aquecer a área afetada. Como parte do procedimento, o mel aquecido deve ser aplicado na zona de colarinho, depois embrulhado com filme plástico e envolto em um lenço. Deve notar-se que as pessoas que são alérgicas a este produto da apicultura não são recomendadas para incluir este método no curso terapêutico!

É importante lembrar que os métodos populares não são capazes de curar completamente a lordose. Seu objetivo principal - a eliminação da dor. Para maior eficiência, recomenda-se usar estes métodos de tratamento em combinação com opções tradicionais, sob a supervisão estrita do médico assistente.

Endireitamento da lordose cervical através de intervenção cirúrgica

Em alguns casos, durante o tratamento da lordose, é aconselhável aplicar tratamento cirúrgico. Esse método de endireitar a lordose é usado apenas em um estágio fixo do desenvolvimento da doença. Por via de regra, a cirurgia introduz-se no plano terapêutico se os métodos conservadores do tratamento não trouxerem o resultado esperado.

A principal tarefa da intervenção cirúrgica é a correção mecânica da área lesada da coluna. Assim, o cirurgião devolve as vértebras superficiais à posição anatomicamente correta e as fixa. Em casos especialmente graves, implantam-se implantes especiais nos segmentos da zona de colo, que renovam a mobilidade de toda a região cervical.

Após a operação, o paciente espera uma longa reabilitação. A duração média do período de recuperação: 2 meses - 1,5 anos. A duração da reabilitação depende da complexidade da operação e das características individuais do sistema musculoesquelético do paciente.

Como parte da fase de recuperação, a mobilidade da zona de colarinho é gradualmente retomada. Nos estágios iniciais da reabilitação, os procedimentos fisioterapêuticos são usados ​​para essa finalidade. Gradualmente, exercícios de fisioterapia são introduzidos no plano de medidas de reabilitação. É importante lembrar que, para evitar complicações indesejáveis, a duração da reabilitação e o plano de procedimentos devem ser prescritos apenas pelo médico assistente e supervisionados por um terapeuta de reabilitação altamente qualificado.

Endireitar a lordose do pescoço é uma medida terapêutica eficaz que permite eliminar a patologia de uma vez por todas. É importante lembrar que o procedimento de alinhamento deve ser realizado apenas sob a supervisão rigorosa de um traumatologista. A automedicação pode representar uma ameaça não só para a saúde, mas também para a vida do paciente. Cuide-se e seja saudável!

Classificação detalhada

A lordose da coluna cervical é uma posição definida das vértebras em que elas formam um arco. O ângulo de sua concavidade em normal não excede 40 °. Para imaginar como é a patologia, você pode ver uma foto. Curvatura da coluna vertebral nesta área é uma curva fisiológica. A natureza também fornece lordose lombar. A curvatura externa em qualquer outra parte da coluna é uma patologia. A flexão fisiológica da coluna cervical torna-se patológica em dois casos:

  • quando é aplainado
  • com uma curvatura mais pronunciada.

Isso requer correção da coluna. Quando eles dizem que a lordose é endireitada, o que isso significa? Uma seção reta da coluna vertebral na região cervical é uma conseqüência da osteocondrose, como a causa mais comum. Esta condição patológica é definida como hipolordose. O ângulo de curvatura do arco enquanto significativamente reduzido. Se você não parar o desenvolvimento da patologia, a suavidade da lordose cervical pode entrar em cifose nessa parte da coluna, o que significa curvatura posterior.

No caso em que o ângulo da concavidade da coluna vertebral aumenta, fale sobre o desenvolvimento da hiperlordose. A curva é mais pronunciada. Nos casos mais graves, a patologia pode ser vista visualmente. A lordose de pescoço pode ser de dois tipos:

No primeiro caso, a condição patológica se desenvolve como resultado de processos degenerativos que ocorrem nos tecidos cartilaginosos e ósseos da coluna vertebral. Esta espécie pode ocorrer se um tumor benigno ou maligno se desenvolver perto das vértebras. A lordose secundária é uma consequência de fatores externos, como trauma.

Existem mais duas variedades dessa patologia: congênita e adquirida. No primeiro caso, a suavidade da lordose se desenvolve no estágio de formação do sistema musculoesquelético no útero ou é uma consequência de uma lesão no parto. A patologia adquirida manifesta-se como resultado da exacerbação de processos degenerativos no osso e cartilagem, devido ao baixo tônus ​​muscular e sob a influência de outros fatores.

Razões para o desenvolvimento da patologia

A fim de curar o endireitamento da lordose cervical ou seu estado reverso - hiperlordose, é necessário eliminar os fatores que contribuem para o desenvolvimento desses defeitos. Causas da patologia:

  • processos degenerativo-distróficos nos tecidos ósseo e cartilaginoso, que causam sintomas da doença: osteocondrose, espondilite anquilosante, artrite reumatoide, ciática e espondilite da coluna cervical,
  • hérnia intervertebral e condições que precedem a sua aparência, que são chamadas de protrusões,
  • diminuição no tônus ​​dos músculos que sustentam a coluna,
  • espasmo muscular prolongado
  • processos inflamatórios nos tecidos que circundam as vértebras,
  • lesões: luxação, fratura, contusão,
  • função compensatória da coluna vertebral, ela se manifesta na curvatura de outras partes da coluna vertebral, então a flexão fisiológica do pescoço pode ser fortalecida ou, inversamente, a lordose suavizada se desenvolve,
  • neoplasias benignas / malignas que aparecem perto da coluna vertebral ou nos órgãos internos.

Alocar mais fatores relacionados que podem afetar a flexão da coluna cervical:

  • malformações congênitas das vértebras,
  • um surto de crescimento repentino, que geralmente ocorre durante o desenvolvimento do sistema músculo-esquelético na infância ou adolescência,
  • baixa atividade física ou, ao contrário, exposição a cargas intensas,
  • trabalho sedentário ou estadia forçada em uma posição por um longo período,
  • curvatura postural,
  • excesso de peso
  • distúrbios metabólicos e doenças que se desenvolvem como resultado disso: condições patológicas da glândula tireóide, diabetes mellitus,
  • uso excessivo de álcool, tabagismo.

Complicações

Dada a proximidade com o cérebro, ao mudar a posição das vértebras da coluna cervical, podem ocorrer conseqüências perigosas para a saúde e a vida:

  • aumento da pressão intracraniana,
  • visão prejudicada, audição,
    perda de sensibilidade nos membros superiores, às vezes eles são parcialmente imobilizados,
  • a estabilidade das vértebras é perturbada, a mobilidade excessiva pode aparecer,
  • inflamação muscular
  • artrose deformante das articulações espinhais,
  • A mobilidade das vértebras pode provocar um deslocamento ou prolapso dos discos intervertebrais, enquanto uma hérnia se desenvolve.

Anormalidades na região cervical levam a muitas complicações. Com lordose patológica nesta área, os seguintes sintomas podem aparecer:

  • desconforto no pescoço, à medida que a patologia se desenvolve, surgem dores de diferentes intensidades,
  • mobilidade reduzida do pescoço, membros superiores,
  • À medida que a curvatura do arco aumenta, torna-se difícil de engolir, a voz pode mudar, a respiração torna-se difícil com o tempo,
  • zumbido, tontura, dores de cabeça,
  • sintomas de fadiga crônica, fadiga, memória se deteriora,
  • perda de apetite ocorre
  • náusea ocorre periodicamente
  • há um aumento na pressão, arritmia,
  • fraqueza aparece nos membros superiores.

Além disso, você pode notar alterações externas. Com a lordose, uma aterrissagem baixa do crânio é notada, a cabeça sobrenaturalmente se projeta para frente, um aumento na curvatura do arco é visível a olho nu, a coluna vertebral na região cervical é fortemente curvada anteriormente. Segundo sinais, o médico pode sugerir lordose.

Medidas terapêuticas

Para corrigir o defeito, recomenda-se combinar medicação e medidas de suporte: terapia com exercícios, massagem, terapia física e manual.

Você não pode tomar os medicamentos sozinho, você deve fazer isso por recomendação do seu médico.

Uma variedade de drogas, a sua dosagem é determinada de acordo com a condição do paciente. Com pronunciada lordose da coluna cervical, é necessária terapia medicamentosa complexa.

  1. Drogas analgésicas.
  2. Antiinflamatórios não-esteróides. Eles também anestesiam. Medicamentos similares são recomendados para processos inflamatórios nos tecidos que circundam a coluna.
  3. Corticosteróides Essas drogas não podem ser usadas por um longo período. São prescritos em casos graves quando os medicamentos anti-inflamatórios não esteroidais não têm o efeito desejado. Os corticosteróides são caracterizados por um grande número de efeitos colaterais. Eles devem ser tomados com cuidado, observando a reação do corpo. Quando a condição se deteriora, os corticosteróides são cancelados.
  4. Relaxantes musculares - são prescritos para espasmos musculares.

As drogas são tomadas sob a forma de comprimidos. Se os sintomas forem graves, as injeções podem ser recomendadas. O tratamento conservador da lordose patológica do pescoço é uma medida temporária. Com a ajuda de drogas, você pode eliminar os sintomas, mas a causa da patologia permanece.

Você deve consultar um ortopedista que possa identificar o fator que provocou a lordose.

Se a causa for processos degenerativos, a terapia adjuvante é prescrita. Destina-se a restaurar os tecidos moles e duros da coluna vertebral. No caso em que a lordose foi provocada por falta ou excesso de esforço físico, deve ser tratada das seguintes formas:

  • Terapia por exercício,
  • massagem, com ênfase na região do ombro e da zona cervical,
  • fisioterapia: eletroforese, acupuntura, aquecimento por ondas ultra-sônicas, magnetoterapia.

Trate lordose patológica pode estar nadando. Tração subaquática atribuída da coluna vertebral no pescoço. O regime diário deve ser revisto. O paciente é aconselhado a controlar a postura, fazer pausas se o trabalho for sedentário ou estiver associado a esforço físico intenso. Caminhando ao ar livre, o exercício moderado também é indicado para a lordose. É necessário preparar um colchão ortopédico para dormir e um travesseiro. Tal medida eliminaria o desenvolvimento da patologia.

Tratamento de hiperlordose

Para um defeito mais pronunciado, um colar cervical é prescrito. Ela ajuda a colocar o pescoço na posição correta e também contribui para a extensão gradual e não intensiva das vértebras.

Nos casos mais graves, o defeito é corrigido de maneira radical - por intervenção cirúrgica. É preferível usar este método para lordose congênita. Para normalizar a curvatura da coluna vertebral na coluna cervical, instale grampos, placas ou pinos.

Após a operação, é necessária uma recuperação demorada. Por si só, o processo de correção da patologia também é bastante longo e muitas vezes acompanhado por tratamento médico.

A terapia medicamentosa tem como objetivo eliminar os sintomas (dor, limitação da mobilidade, perda de sensibilidade, etc.), além disso, através do uso de medicamentos, o desenvolvimento de processos degenerativo-distróficos nos tecidos pode ser interrompido. Depois que os principais sinais de inflamação tiverem sido eliminados (se houver algum com lordose) e dor, a terapia de recuperação pode ser iniciada: terapia com exercícios, massagem, etc.

Medidas preventivas

Se fosse possível inverter o desenvolvimento da patologia, recomenda-se aderir a um número de regras:

  • você precisa controlar seu peso se a obesidade fosse uma das causas da lordose do pescoço,
  • nutrição deve ser equilibrada, dieta deve ser ajustada: produtos contendo conservantes, realçadores de sabor, bem como alimentos salgados, condimentados e gordurosos são removidos
  • é necessário minimizar a quantidade de álcool consumido, se possível deixar de fumar,
  • Recomenda-se ir nadar, caminhar, correr, andar de bicicleta, fazer caminhadas, mas as cargas devem ser moderadas,
  • Se o trabalho é sedentário, no final de cada hora você precisa fazer uma pausa de cinco minutos: saia do local de trabalho, ande, faça exercícios simples,
  • Recomenda-se manter o tom dos músculos do pescoço, para este efeito você pode fazer yoga, fitness, aeróbica,
  • você precisa ajustar sua postura: faça exercícios simples, por exemplo, caminhando com um livro na cabeça, enquanto a coluna está na posição certa, mantém o equilíbrio,
  • atenção deve ser dada à qualidade do sono: é aconselhável remover um colchão macio e travesseiro, dormir melhor em uma superfície dura, a coluna deve tomar uma posição natural.

Tais recomendações devem ser seguidas por todos, mesmo que não haja pré-requisitos para o desenvolvimento de lordose patológica do pescoço. No caso em que uma pessoa já encontrou esse defeito e conseguiu eliminá-lo, então medidas preventivas na fase de recuperação após tratamento conservador ou radical não permitirão que a patologia se desenvolva novamente.Todas as ações descritas acima devem fazer parte da rotina diária.

Assista ao vídeo: Dor nas Costas, Cifose, Corcunda, Lordose e Como Entender Isso? Dr. Juliano Pimentel (Dezembro 2019).

Loading...